7 dicas para se recolocar no mercado de trabalho

Por que está tão difícil se recolocar no mercado de trabalho?

Há tantas pessoas em busca de novas oportunidades e não conseguem a tão sonhada vaga de emprego. Sejam elas novas ou mais experientes. Com maior ou menor capacitação. O fato é que o mercado de trabalho mudou! Isso exige nova mentalidade e postura na hora de procurar e encontrar seu emprego.

O grande ponto que precisa ser entendido é que o mercado de trabalho mudou e continuará mudando. Ter esta percepção é o ponto de partida para garantir sua vaga de trabalho. Assim, tudo aquilo que você sabe ou ouviu falar sobre recolocação precisa ser revisto. Claro que há muitas dicas valiosas disponíveis e que servem em qualquer momento e segmento, mas a maioria delas já expirou…

O mercado está imprevisível e isto muda tudo. Não há mais aquela garantia do tipo: “faça um bom currículo e será chamado para uma entrevista”. Assim como: “distribua diversos currículos que encontrará sua vaga”. Ainda: “estude e seu emprego está garantido”. Nada mais é garantia! Não há mais formas ou modelos que trarão a tão desejada oportunidade de emprego. Isso pode parecer desesperador, mas calma!

 

Você está preparado(a) para mudanças?

A primeira dica é: mude! Mude seus pensamentos e suas atitudes! Abra sua visão sobre emprego e desemprego. Não digo para desistir, mas repensar o que é realmente importante para você. Sei que não é fácil, principalmente quando se está há muito tempo sem atividade profissional formal. O modelo tradicional de busca de emprego não é mais o mesmo. Os selecionadores não são mais os mesmos. Os processos seletivos não são mais os mesmos. A forma de trabalhar não é mais a mesma. Porém, aí está uma grande sacada…

É preciso ter um propósito! Fiz um vídeo algum tempo atrás tratando exatamente sobre isso. Você sabe qual é o seu propósito? Tem clareza sobre isso? Quando se tem um propósito claro tudo fica mais fácil.

Assista o vídeo aqui: DICA DE MOTIVAÇÃO: PROPÓSITO

 

 Você tem um plano B?

A segunda dica é exatamente buscar novas oportunidades de negócio. Pesquise e desenvolva um “plano B”. Porém, sem deixar de continuar buscando um novo emprego. Para isso você terá que aprimorar sua capacidade empreendedora e que certamente será importante na hora que conquistar seu novo trabalho. Analise novas possibilidades, ocupe-se e isso deixará você mais tranquilo(a) para a procura de novas oportunidades formais.

 

Você se mantém em constante atividade?

A terceira dica é manter-se em constante atividade. Tem a ver com a dica anterior, mas também com a participação em palestras e eventos de networking. Há muitos eventos gratuitos, e os presenciais ajudam você na ampliação de seus contatos. Pesquise sobre cursos abertos, palestras com temas na sua área de atuação e nas de recursos humanos, encontros de profissionais, seminários, etc. Contudo, dê preferência para os eventos onde há o contato olho no olho. Recentemente descobri um organizador de eventos que fez um ciclo de palestras gratuitas em conjunto com a Associação Comercial. Foi fantástico, pois após as palestras houve a oportunidade para troca de informações entre os participantes. Para isso é fundamental ter cartão de visitas atualizado e uma boa capacidade de realizar o “pitch de apresentação”, que é minha quarta dica.

 

Você sabe fazer um pitch de apresentação?

Você sabe o que é um “pitch de apresentação”? É aquela conversar rápida que você tem com alguém para se apresentar ou falar de seu negócio, por exemplo. Um bom “pictch de apresentação” leva em conta um resumo (resumo mesmo) de sua formação profissional e acadêmica, além de seu objetivo. Cada vez mais é necessário desenvolver uma apresentação pessoal rápida e focada.

 

Use o seguinte exercício para aprimorar o poder de síntese e objetividade: apresente-se em apenas oito palavras.

Saber se apresentar de forma direta e assertiva faz toda a diferença, pois muitas vezes alguma oportunidade está bem diante de você, mas quando não se é claro e objetivo pode afastar aquela chance de um emprego tão desejado. Pratique o “pitch de apresentação” muitas vezes, pois quando chegar a hora de fazer de verdade ele será bem mais natural. Então, mãos à obra!

 

 Você sabe usar suas redes sociais a seu favor?

A quinta dica é explorar as redes sociais de forma adequada. Vejo muitas pessoas que não atualizam seus perfis ou mantém fotos e conteúdos inadequados. Perfil sem foto ou sem camisa, por exemplo, aparecem com frequência no LinkedIn, por exemplo. Sabemos que cada vez mais os empregadores estão de olho no que os candidatos publicam nas redes sociais. Seja uma imagem, opinião ou comentário corriqueiro, fique atento(a) ao que publica. O LinkedIn ainda é o mais indicado para novas oportunidades profissionais, mas no fim tudo está integrado. Pesquise sobre grupos que divulgam vagas no próprio LinkedIn e também por e-mail. Eu participo de alguns e recebo constantemente diversas vagas que acabo repassando para meus alunos da faculdade. Faça comentários nos textos publicados nas diversas redes, como este, por exemplo. Isso ajuda a tornar seu perfil mais visualizado e interessante. Apenas não exagere!

 

 Como está seu networking?

A sexta dica tem a ver com sua rede de amigos e professores. Já vi muitas pessoas apenas fazerem contato quando precisam, mas depois nem ligam mais. Ajude para ser ajudado(a). Esta é uma lei básica da natureza e o resultado é fantástico. Mantenha contato ativo com seus amigos e professores, informando quando estiver desempregado e também quando se recolocar. Professores são uma grande fonte de contatos e orientação.

 

 Foca no importante

Por último, mantenha seu foco! Evite atirar para todos os lados. Cuidado com o desespero! Lembre-se que seu emprego é procurar emprego. Estabeleça metas, horários, rotinas. Faça um levantamento do mercado. Estude o mercado. Analise seus pontos fortes e como pode oferecer isso para as empresas. Lembre-se que o mercado está diferente, imprevisível… portanto, sua dedicação e força de vontade tem que ser ampliados.

 

Pense: o que te aproxima e o que te afasta do seu objetivo?

Haverá momentos de desânimo e frustração, mas procure reverter tudo isso em aprendizado. Pense sobre o que te aproxima e o que te afasta de seus objetivos. Está perdendo tempo com mensagens inúteis no WhatsApp? Saia dos grupos ou dedique-se à eles apenas em algum momento do dia. Lembre-se #focanoimportante.

 

Gostou das dicas? Tem alguma sugestão que não foi apontada aqui? Escreva seu comentário, clique em curtir e compartilhe este texto com seus amigos. Lembre-se que para você alcançar o sucesso em qualquer área da vida é preciso foco, dedicação e ampliar o senso de oportunidade.

 

Leia também:

O que está acontecendo com o mercado de trabalho

Curiosidades sobre transição de carreira

Rogerio Martins é Psicólogo, Palestrante, Escritor e Professor Universitário. Para mais informações sobre palestras, treinamentos e mentoria – youtube.com/palestranterogeriomartins

Este post tem 0 Comentário

Deixe uma resposta